Criada em 11/04/2018 às 16h49 | Agronegócio

Apesar de decisão judicial que limita gastos, titular da Seagro garante Agrotins 2018: “verba está orçada, licitada e planejada"

Para Clemente Barros, o Judiciário deve considerar “que a Agrotins é prioridade para o atendimento da classe empresarial em benefício de toda a sociedade”. Gestor mantém cronograma da feira, que está prevista para ocorrer de 8 a 12 de maio, em Palmas (TO).

Imagem
Governo do Estado vai recorrer da decisão do TJ; assunto foi debatido em reunião de Marcelo Miranda com secretários na tarde desta segunda-feira (foto: Gustavo Sá/Divulgação/SecomTO/Arquivo)

Apesar de decisão judicial que determina apenas gastos prioritários do governo do Estado, o secretário da Agricultura do Tocantins, Clemente Barros, afirmou ao Norte Agropecuário que a Feira de Tecnologia Agropecuária (Agrotins Brasil) será realizada e seguirá o cronograma inicial, que prevê início no dia 8 de maio e encerramento no dia 12 do mesmo mês.

“A decisão que limita os gastos é uma preocupação relevante. As ações ordinárias e normais da Seagro serão prejudicadas (...) Achamos que, mesmo com a decisão, a Agrotins está dentro das prioridades da administração estadual É um evento consolidado, que representa para a classe empresarial uma oportunidade que circulação de volume de dinheiro acima de 700 milhões de reais. É de suma importância que a o evento aconteça”, disse Clemente Barros, em entrevista intermediada pela assessoria de comunicação da Seagro. Ele disse esperar que o Judiciário “considere que a Agrotins seja prioridade para o atendimento da classe empresarial em benefício de toda a sociedade”.

CLIQUE AQUI E OUÇA A ENTREVISTA NA ÍNTEGRA DO SECRETÁRIO DA AGRICULTURA DO TOCANTINS 

CONFIRA NESTE LINK AS ÚLTIMAS NOTÍCIAS RELACIONADAS A AGROTINS 

CONHEÇA MAIS SOBRE A AGROTINS; acesse notícias de outras edições da feira

Conforme a determinação da Justiça, a gestão Marcelo Miranda, cassado pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE) em março passado e que está à frente do Palácio Araguaia por força de liminar, só faça pagamentos “prioritários” no período que permanecer no cargo. A decisão é clara e fala em pagamentos “prioritários, excepcionados os decorrentes de ordem judicial, de repasses constitucionais”, da folha de pagamento e Previdência.

Clemente revelou que na reunião de secretariado nessa segunda-feira, dia 9, com a presença de Miranda, a deliberação da Justiça foi discutida. “Na reunião do secretariado foi solicitado ao procurador [geral do Estado, Sérgio do Vale] que entrasse com ação para liberação das ações e normatizar as ações desenvolvidas não só pela Seagro, mas por todo o governo”, afirmou Barros.

Barros não mencionou, entratanto, que a gestão procurará o Tribunal de Justiça especificamente sobre a Agrotins para saber, por exemplo, se a realização da feira seria considerado gasto prioritário.  

Além de Clemente Barros, o próprio governador Marcelo Miranda já havia confirmado a realização da Agrotins. Na tarde dessa segunda-feira, dia 9, após a reunião com o secretariado, Miranda afirmou: “Não se preocupem [produtores rurais]... Os companheiros que sempre estiveram conosco na Agrotins, fiquem tranquilos. A Agrotins é uma realidade e nós vamos, se Deus quiser, lançar a Agrotins”.

AGROTINS PLANEJADA

Clemente Barros garantiu a realização do evento no período planejado: de 8 a 12 de maio. “Os recursos orçamentários existem, estão planejados, assegurados e orçados. Nossa equipe durante o nosso afastamento deu andamento aos processos. [Os processos] Estão todos licitados e em condições de realizar a Agrotins na data prevista”, ratificou.

Ainda conforme Clemente Barros, a previsão de gastos do governo com a realização da feira devem ficar em torno de R$ 4 milhões, como no ano passado. “[As despesas] Estão todas licitadas e há recursos assegurados na Seplan e Conselho de Desenvolvimento Econômico”, disse.

Tags:

Comentários


Deixe um comentário

Redes Sociais
2018 Norte Agropecuário