Criada em 10/07/2019 às 15h35 | Pecuária

Tocantins, Triângulo Mineiro e Bahia ofertam boi gordo com preço acima da referência, aponta consultoria; em São Paulo queda

A Scot Consultoria analisou os preços da arroba do boi gordo comercializada nos estados do Tocantins, Bahia, São Paulo e Minas Gerais, destes apenas São Paulo apresenta queda.

Imagem
No Tocantins, Bahia e Triângulo Mineiro, as escalas de abate giram em torno de cinco dias. (Foto Divulgação Web)

A oferta curta de boiadas em algumas regiões pecuárias fez com que as indústrias entrassem nas compras com maior afinco nesta quarta-feira, dia 10, de acordo com a Scot Consultoria. Isso fez com que houvesse oferta de preços acima das referências no Triângulo Mineiro, norte do Tocantins e Bahia. Nessa última praça, a valorização foi, em média, em 0,5% e ocorreu nas duas regiões do estado. As escalas de abate giram em torno de cinco dias.

Em contrapartida, em alguns estados onde o clima frio e as geadas afetaram as pastagens, os pecuaristas aumentaram a oferta de boiadas, o que diminuiu o viés altista, diz a Scot. Com isso, foi possível observar algumas indústrias aproveitando o momento e ofertando preços menores, como foi o caso do Paraná.

São Paulo

No mercado pecuário de São Paulo, a arroba de boi gordo teve queda de R$ 0,50 na comparação dia a dia e ficou cotada em R$ 156,50 a prazo, livre de Funrural nesta quarta-feira, dia 10, de acordo com levantamento da Scot Consultoria.

As programações de abate no estado atendem por volta de sete dias. Por essa razão, os frigoríficos retornaram às compras pós-feriado paulista ofertando preços menores pela arroba do boi gordo e algumas indústrias ficaram fora do mercado, diz a Scot. (Do Canal Rural)

Comentários


Deixe um comentário

Redes Sociais
2019 Norte Agropecuário