Criada em 10/10/2019 às 20h52 | Agronegócio

Senar e Aprosoja reúnem produtores rurais para apresentar projeto de escoamento da produção pela Ferrovia Norte/Sul

Senar e Aprosoja-TO intermediaram uma reunião entre produtores rurais e a empresa Rumo Logística responsável pelo projeto de construção de um terminal de captação e transbordo de cargas na Ferrovia Norte/Sul.

Imagem
Sistema Faet/Senar realiza reunião com produtores rurais para apresentação do Projeto de escoamento da Produção pela Ferrovia Norte/Sul. (Foto Divulgação Faet)

Danara Goetten
DE PALMAS (TO)

Em parceria com a Aprosoja-TO, o SENAR intermediou na última terça-feira, 08, na sede da instituição em Gurupi, uma reunião com produtores rurais para apresentação do projeto de construção de um terminal de captação e transbordo de cargas na Ferrovia Norte/Sul, através da empresa Rumo Logística. O objetivo da empresa foi de apresentar como funcionará o processo da construção do terminal ferroviário e ouvir os produtores rurais acerca da produção agropecuária do Tocantins.

A RUMO é a maior operadora de ferrovias do Brasil oferecendo serviços logísticos de transporte ferroviário, elevação portuária e armazenagem. É através da ferrovia que são transportadas muitas riquezas do país, desde commodities agrícolas, como soja e milho, até produtos industriais como fertilizantes.

Durante o evento, a empresa pode esclarecer as principais dúvidas dos produtores, atualiza-los sobre a operação de criação do terminal e ouvir as demandas da região. A expectativa é que para a safra 2020/2021 eles já estejam operando.

Segundo o produtor rural Marcelo Dominice é um sonho saber que com esse projeto a sua produção ganha competitividade no mercado. “Para o setor produtivo, o que nós queremos é a melhoria da condição de preço, tanto na compra de insumos quanto no preço das vendas. Esperamos que em breve, a ferrovia realmente esteja em operação, trazendo vantagens a todos produtores do estado”, comenta.

Presente na reunião, o presidente da Aprosoja-TO, Mauricio Buffon, explicou que através da reunião com os produtores, a empresa poderá entender qual cidade será melhor para a construção do terminal ferroviário, em questão de logística. “Expomos aqui nossas demandas sobre cada localidade, e até dezembro teremos o local definido da construção, mas temos a certeza que produtores do sul do estado terão essa nova opção de escoar sua produção”, finaliza. 

Tags:

Comentários


Deixe um comentário

Redes Sociais
2019 Norte Agropecuário