Criada em 28/03/2019 às 15h07 | Pecuária

Acre, Rondônia, Mato Grosso e Amazonas pactuam última etapa de vacinação contra aftosa para novembro de 2019

Após rodadas de reuniões, os representantes dos setores públicos e privados do Acre, Rondônia, Mato Grosso e Amazonas decidiram marcar para novembro de 2019, a última etapa de vacinação contra a febre aftosa. Medida faz parte do Plano Estratégico para Erradicação da Febre Aftosa (PNEFA).

Imagem
Após dois anos sem vacinação, estados podem recorrer à Organização Mundial de Saúde Animal para obter o certificado de área livre de aftosa sem vacinação. (Foto Arquivo Beefpoint)

Representantes dos setores público e privado do Acre, Rondônia, Mato Grosso e Amazonas decidiram, após rodadas de reuniões nesta terça e quarta, 26 e  27, marcar para novembro deste ano a última etapa de vacinação contra aftosa dos rebanhos da região. 

A quarta reunião do Bloco I, que reúne esses estados, ocorreu em Porto Velho (RO). Os participantes decidiram readequar o calendário inicialmente proposto, que previa a última fase de vacinação para o próximo mês de maio. A decisão consensual visa garantir a plena execução, com total segurança, do Plano Estratégico para Erradicação da Febre Aftosa (PNEFA).

Após dois anos sem vacinação, estados podem recorrer à OIE (Organização Mundial de Saúde Animal) para obter o certificado de área livre de  aftosa sem vacinação. (Do Mapa)

SAIBA MAIS SOBRE O ASSUNTO 

Mapa admite alteração de cronograma e diz ter mecanismos para suprir as deficiências de Estados

Sindan alerta sobre consequências da retirada de vacinação antiaftosa a Estados que atravessam problemas financeiros

"É preciso reforçar o serviço de defesa animal", afirma o efetivo do CRMV-TO

“Status livre de aftosa sem vacinação vai agregar valor e trará rentabilidade aos produtores do Tocantins”

Tocantins pode obter status de livre de febre aftosa sem vacinação a partir de 2023

CLIQUE AQUI E LEIA AS ÚLTIMAS NOTÍCIAS PUBLICADAS SOBRE A FEBRE AFTOSA 

Tags:

Comentários


Deixe um comentário

Redes Sociais
2019 Norte Agropecuário