Criada em 25/03/2019 às 18h29 | Exportações

Missão norte-americana virá em junho para inspecionar frigoríficos brasileiros; decisão contraria produtores dos EUA

O Ministério da Agricultura foi comunicado nesta segunda, 25, que o serviço de inspeção americano visitará o Brasil a partir de 10 de junho. O objetivo é verificar se os produtos brasileiros continuam a atender os requisitos sanitários daquele país.

Imagem
Frigorífico Minerva (Foto Dhiony Costa e Silva)

O Departamento de Agricultura dos Estados Unidos (USDA) comunicou nesta segunda-feira (25) ao Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento que está apto a realizar, no período de 10 a 28 de junho próximo, auditoria no sistema de inspeção de estabelecimentos de carnes bovinas e suínas do Brasil.

“Este é um passo importante para que possamos a voltar a exportar, num futuro próximo, carne in natura para os EUA”, afirmou a ministra Tereza Cristina.

Na semana passada, durante visita oficial do governo brasileiro a Washington, o secretário de Agricultura americano, Sonny Perdue, havia informado que marcaria a data para a missão vir ao Brasil.

“Tudo ocorreu conforme o acordado com o senhor Perdue. Houve boa vontade dos Estados Unidos e alcançamos o objetivo de nossa viagem”, avaliou Tereza Cristina.

O serviço de inspeção americano pretende verificar se os produtos brasileiros continuam a atender os requisitos sanitários daquele país. Após a visita, será divulgado, em data ainda não definida, o relatório de auditoria.

Na última quinta-feira (21), a Associação dos Pecuaristas dos Estados Unidos (USCA) afirmou que se opõe fortemente a qualquer reabertura do comércio de carne bovina ao Brasil.

Em uma postagem no Facebook, a associação americana afirmou que um relatório final de auditoria de unidades brasileiras incluía “péssimos exemplos” de falta de normas e protocolos de segurança alimentar.

“A USCA se opõe fortemente a qualquer reabertura do comércio de carne bovina ao Brasil. O relatório final da auditoria incluía exemplos terríveis de falta de normas e protocolos de segurança alimentar equivalentes, mesmo no nível mais básico. O Brasil sempre se mostrou um mau ator no mercado global”, diz o comunicado. 

Leia mais sobre o assunto aqui.

(Da Redação com informações da Ascom do Mapa)

Tags:

Comentários


Deixe um comentário

Redes Sociais
2019 Norte Agropecuário