Criada em 10/05/2019 às 18h03 | Avicultura

Agrotins: Palestra orienta produtores sobre o manejo sanitário de aves para garantir bons resultados e aumentar a rentabilidade

Na palestra, o médico veterinário da Secretaria de Desenvolvimento Rural de Palmas, Cláudio Sayão, esclareceu dúvidas sobre a limpeza e desinfecção das instalações e equipamentos, manejo das pastagens, qualidade do alimento, manejo das instalações, fornecimento de água e qualidade da cama.

Imagem
Produtores de aves e interessados na área da avicultura participaram da palestra ‘Manejo Sanitário de Aves Caipira’ ministrada pelo médico veterinário, Cláudio Sayão. (Foto Regiane Rocha / Secom Palmas)

Fernanda Mendonça
DE PALMAS (TO)

Com uma didática acolhedora e aplicada de forma dinâmica, os produtores de aves e interessados na área da avicultura participaram da palestra ‘Manejo Sanitário de Aves Caipira’, ministrada pelo médico veterinário da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Rural (Seder) Cláudio Sayão Lobato, durante o IV Dia de Campo Especial de Avicultura Caipira, na Feira de Exposição Agropecuária do Tocantins (Agrotins).

O momento foi de bate-papo com os visitantes que compareceram ao evento na manhã desta sexta-feira, 10, que esclareceram dúvidas sobre a limpeza e desinfecção das instalações e equipamentos voltados para as aves caipiras ou de granja, manejo das pastagens, qualidade do alimento, manejo das instalações, fornecimento de água e qualidade da cama (umidade). "É importante que o produtor esteja atento a todos esses detalhes para que ele consiga bons rendimentos com a avicultura", explica Sayão.

Prevenir ou remediar? Esse é o questionamento feito para mostrar aos participantes que o setor de produção evoluiu e está cada vez mais exigente. Novos padrões de nutrição, sanidade e instalações. E pensando em investir na avicultura, Clézio Machado comprou recentemente uma propriedade rural e está em busca de orientação técnica para começar a produzir frangos e galinhas melhoradas. "O planejamento é essencial para o diferencial nesse mercado tão produtivo. E essa orientação sobre o manejo é importante para evitar prejuízos com doenças e a morte dos animais", destaca.

"Produzo em minha propriedade rural uma pequena quantidade de aves caipiras para consumo interno, mas pretendo expandir. No início não obtive orientação técnica e isso me levou a algumas perdas com animais doentes e o comprometimento da produção de ovos. Conhecimento técnico é essencial para o sucesso em qualquer atividade que visa lucros", explica o produtor Jonas Vieira ao destacar que a vacinação é outro ponto essencial para garantir a saúde das aves.

Também presente durante o evento, o técnico do Instituto de Desenvolvimento Rural do Estado do Tocantins (Ruraltins) Carlos Rodrigo Xavier de Oliveira esclareceu alguns questionamentos sobre os custos até ao ponto de venda das aves. "O mercado é competitivo e buscamos trabalhar com o pequeno produtor uma forma de baixar os custos para que ele tenha lucro, nisso entram as alternativas estratégias como a da compra de insumos na época correta, caso da alimentação, que representa 80% dos custos. Uma orientação que damos é que essa compra para a produção da ração, que pode ser feita de forma artesanal com o milho e farelo de soja, na época da colheita pode representar a economia de 30 a 40% de recursos”.

Vacinação

Também foi apresentado o esquema de vacinação e vermifugação para frango caipira para a prevenção das seguintes doenças: marek, bouba aviária, newcastle, bronquite, coriza, vermifugação, tifo e cólera.

Fazendinha Calor Humano

Até este sábado, 11, a programação da Fazendinha Calor Humano está disponível para os visitantes que poderão conferir 16 tecnologias, dentre elas: usina de oxigênio, espaço para aves, curral com mini vacas, plantação de milho, casa sustentável, usina de energia solar, bacia de evapotranspiração para tratamento de esgoto, verdura hidropônicas,  tanque suspenso de peixe, plantio do capim BRS Capiaçu, criação de peixes amazônicos e exposição de ovinos. (Da Secom Palmas)

Comentários


Deixe um comentário

Redes Sociais
2019 Norte Agropecuário