Criada em 22/03/2019 às 14h34 | Pecuária

CNA discute impactos da tributação no setor lácteo

Um grupo técnico foi criado para avaliar quais os impostos que mais oneram a cadeia produtiva do setor lácteo para posteriormente solicitar a retirada dos mesmos ao Ministério da Economia. A criação de um seguro específico para o produtor também está em pauta.

Imagem
Estima-se que a redução de custos na produção e comercialização favoreça a competitividade do setor. (Foto Divulgação Web)

A Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA) participou na última terça (19) da reunião da Câmara Setorial da Cadeia Produtiva de Leite e Derivados, do Ministério da Agricultura, para discutir os impactos da tributação ao setor lácteo.

De acordo com o assessor técnico da Comissão Nacional de Pecuária de Leite da CNA, Thiago Rodrigues, um grupo técnico foi criado para avaliar quais os impostos que mais oneram a cadeia produtiva e solicitar ao Ministério da Economia a retirada deles.

“O objetivo principal é reduzir os custos de produção do pecuarista e de comercialização da indústria e consequentemente, melhorar a competitividade do setor”, disse.

Segundo ele, a primeira reunião do grupo, que será coordenado pela Embrapa Gado de Leite, acontecerá na próxima semana, em São Paulo. “Esse tema também está sendo discutido dentro do plano de melhoria da competitividade do leite, pois é uma das prioridades do setor”.

Durante a reunião, também foi debatida, no âmbito do plano, a necessidade de criação de um seguro específico para o produtor de leite.

“É uma demanda que diz respeito à mitigação de risco. Alguns modelos de seguros, como de renda, produção e faturamento já estão sendo avaliados para atender melhor o produtor e serão debatidos na próxima semana entre o Mapa, a CNA e um grupo de seguradoras”. (Da Ascom CNA)

Comentários


Deixe um comentário

Redes Sociais
2019 Norte Agropecuário