Criada em 01/03/2019 às 15h10 | Agronegócio

Pecuária e agricultura pagaram R$ 41,7 milhões de ICMS direto em 2018 no Tocantins; índice é 7,41% maior que resultado de 2017

Das duas atividades, a que mais paga imposto, e com bastante diferença, é a pecuária. Do total paga pelos dois setores em 2018, 69,43%, ou seja, R$ 29 milhões, correspondem a trabalha com gado e similares.

Imagem

Daniel Machado
DE PALMAS (TO)

Somadas, as atividades de pecuária e agricultura foram responsáveis pelo pagamento de R$ 41,77 milhões de ICMS (Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Prestação de Serviços) em 2018 no Tocantins. O valor é R$ 2,88 milhões maior que o registrado em 2017 – elevação, portanto, de 7,41%.

O levantamento foi feito pelo Norte Agropecuário nesta sexta-feira, 1 de março, com dados oficiais da arrecadação estadual disponibilizados pela Secretaria da Fazenda do governo do Estado.

Declaração de ICMS para o envio de produtos de exportação no Tocantins

CLIQUE AQUI E VEJA A DECISÃO DA JUÍZA DE PALMAS NA ÍNTEGRA 

Apesar desse aumento, em relação ao bolo total de arrecadação do ICMS a elevação foi menor que nos demais setores. Em 2018, o governo do Estado arrecadou R$ 2,85 bilhões com ICMS, contra R$ 2,53 bilhões de 2017, em um aumento de 12,75%.

Com isso, agricultura e pecuária, juntas, representaram 1,53% do total arrecadado de ICMS em 2017, enquanto no ano passado o percentual ficou em 1,46%.

No entanto, cabe ressaltar que o ICMS direto arrecadado nas atividades de pecuária e agricultoras não é a única forma de tributação paga pelo setor. Pecuaristas e agricultores, para as suas atividades, consomem energia elétrica, usam combustível, precisam contratar transporte, fazem transações comercias e, todas essas ações, são tributadas com ICMS.

A POLÊMICA 

O pagamento de ICMS por parte do setor agropecuário volta ser assunto agora por causa da polêmica sobre a Lei Kandir, que exime os exportadores do tributo. No Estado, o governo está buscando uma maneira de taxar os produtores exportadores, o que vem gerando reação contrária dos representares do setor, conforme vem sendo mostrado com frequência aqui no Norte Agropecuário.

POR SETOR 

Das duas atividades, a que mais paga imposto, e com bastante diferença, é a pecuária. Do total paga pelos dois setores em 2018, 69,43%, ou seja, R$ 29 milhões, correspondem a trabalha com gado e similares.

O ANO DE 2019

A Sefaz já publicou arrecadação por setor referente a janeiro de 2019. No primeiro mês deste ano, a pecuária pagou R$ 2,24 milhões de ICMS, valor 7,51% menor que no mesmo período de 2018. Já a agricultura pagou R$ 998 mil de ICMS em janeiro de 2019, montante 21,3% maior do que o registrado no primeiro mês do ano passado. 

SAIBA MAIS SOBRE O ASSUNTO

A FAO E A PROSOJA RELEMBRAM O IMPACTO AO PROCESSO DE TAXAÇÀO DO ICMS DO RODO DE PRODUTOS PARA EXPORTAÇÃO

Agronegócio virou alvo da sanha tributária dos Estados, criticam entidades 

Propaganda que deve ser publicada no Jornal do Estado do Tocantins

Taxação de 12% do ICMS aumentará o frete de R $ 1,80 a R $ 2,00 por saca de soja, diz presidente da Coapa, Ricardo Khouri

Halum levará, as garas do agro para discutir com a solução de taxação do ICMS do frete de produtos de exportação

CLIQUE AQUI E LEIA O QUE FOI PUBLICADO SOBRE O ASSUNTO NO NORTE AGROPECUÁRIO 

VEJA A INSTRUÇÃO DE SERVIÇO COM AS RAZÕES DA COBRANÇA

Tags:

Comentários


Deixe um comentário

Redes Sociais
2019 Norte Agropecuário