Criada em 08/07/2019 às 15h54 | Agronegócio

Geadas do último fim de semana provoca grandes perdas nas lavouras de feijão em várias regiões do país, diz Ibrafe

De acordo com o Instituto Brasileiro do Feijão e Pulses (Ibrafe), as geadas do final de semana atingiram o Sul, parte do Sudeste e até o estado de Goiás, no Centro-Oeste. Com os plantios adiantados haverá perdas para o setor e os preços tendem a subir.

Imagem

As geadas do final de semana, dentro da previsão dos meteorologistas, atingiram o Sul e parte do Sudeste e até mesmo Goiás, no Centro-Oeste. É provável que, para o mercado, o interior do estado de São Paulo é que terá o maior impacto em uma área maior do que se supunha que estava plantada.

Os plantios estavam mais adiantados do que estavam sendo estimados. As perdas de produto serão bem maiores. Assim ninguém vai poder colher mais cedo em São Paulo. Todos terão as colheitas praticamente ao mesmo tempo, apenas em novembro.

Ainda na sexta-feira à noite e mesmo no sábado, alguns negócios foram fechados por volta de R$ 150 em Goiás. Apesar de que os atravessadores compraram bem nos últimos dias, a expectativa destes e dos produtores é de puxar para cima o preço.

Pelo menos há três fortes motivos para que aconteça uma movimentação no setor:

⁃Em todos os grupos de WhatsApp, imagens de lavouras perdidas com a geada nivelaram o conhecimento sobre as perdas. Não haverá tão grande concentração de oferta em agosto.

⁃Muitos especuladores compraram a semana passada e vão procurar influenciar uma reação.

⁃A semana será de boa venda na varejo e reposição pela indústria.

Assim, é possível elevar a pedida e testar limites a cada lote ofertado. E é possível que os outros Feijões também valorizem. Durante a semana, a situação ficará mais clara. Com o feriado hoje e amanhã não haverá negócios no Brás. (Fonte Ibrafe)

Comentários


Deixe um comentário

Redes Sociais
2019 Norte Agropecuário