Criada em 31/05/2018 às 11h38 | Avicultura

Equador reconhece qualidade de plantéis brasileiros e renova por mais três anos a importação de material genético avícola

O país vizinho atestou a excelência da condição de saúde dos plantéis avícolas brasileiros. As exportações englobam ovos férteis e pintos de um dia, entretanto, o reconhecimento da qualidade permite que as empresas negociem demais produtos de origem avícola.

Imagem
A notícia é positiva principalmente para as empresas brasileiras exportadoras de material genético avícola. (Foto Divulgação Web)

O Departamento de Saúde Animal (DSA/MAPA) recebeu ofício da Agencia Ecuatoriana de Aseguramiento de la Calidad del Agro – Agrocalidad/Equador comunicando decisão de revalidar “o reconhecimento da excelência da condição de saúde dos plantéis avícolas brasileiros”.

De acordo com o departamento, a notícia é positiva principalmente para as empresas brasileiras exportadoras de material genético avícola (ovos férteis e pintos de um dia), a fim de manter o comércio regular com aquele país. Atualmente, o Equador é o segundo principal destino de ovos férteis e pintos de um dia, mantendo as vendas em ritmo ascendente.

Com a decisão da autoridade sanitária equatoriana, as “casas de genética avícola” brasileiras estão aprovadas a exportar àquele mercado pelos próximos três anos, desde que não haja alteração do atual “status” sanitário brasileiro.

Além disso, o reconhecimento permite que as empresas brasileiras que produzem outros produtos de origem avícola requeiram habilitação à exportação para o Equador, seguindo os trâmites previstos na legislação do país. (Do Mapa)

Comentários


Deixe um comentário

Redes Sociais
2019 Norte Agropecuário