Criada em 11/04/2019 às 15h09 | Agricultura

Produção de grãos no Brasil cresce 3,4% e chega a 235,3 milhões/ton, estima Conab; Tocantins cresce 7,8%

Soja, milho, arroz e algodão são principais cultura produzidas no país e correspondem a 94,5% da safra estimada em 235,3 milhões de toneladas, quase 8 milhões/ton a mais que a safra anterior (2017/2018), o que equivale a um aumento de 3,4%.

Imagem
Produção de soja é estimada em 113,8 milhões de toneladas, podendo alcançar o título de terceira maior safra da série histórica. (Foto Divulgação Web)

Com variação positiva de 3,4% em relação à safra passada e aumento de 7,7 milhões de toneladas, a produção de grãos no Brasil no período 2018/2019 está estimada em 235,3 milhões de toneladas. Os dados foram revelados pelo 7º levantamento da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) divulgado nesta quinta-feira (11).

No Matopiba, o Tocantins foi o único estado com variação positiva de 7,8%, saltando de 4,582 milhões/ton para 4,939 milhões/ton. O destaque vai para a produção de milho que saltou de 767,7 mil/ton para 1,128 milhões/ton, o equivalente a 47% maior. Já para o arroz o aumento esperado é de 4,9%, saindo de 634,9 mil/ton para 665,8 mil/ton. Para produção de soja é prevista uma queda de 2%, saindo de 3,097 milhões/ton para 3,034 milhões/ton.

Os demais estados tiveram variações negativas: Bahia de menos 17,%, saindo de 9,719 milhões/ton para 8,021 milhões/ton; Maranhão de menos 10,5% saindo de 5,585 milhões/ton para 4,997 milhões/ton; e Piauí apresenta menos 4,1%, saindo de 4,263 milhões/ton para 4,086 milhões/ton.

Produção Brasileira

Em todo o Brasil, soja, milho, arroz e algodão principais culturas produzidas no país, representam 94,5% da safra. O aumento de área dessas culturas, com exceção do arroz, contribuiram para a elevação de 2,1% em relação à safra anterior, chegando à marca de 63 milhões de hectares.

Em relação à produção, a soja é estimada em 113,8 milhões de toneladas, podendo alcançar o título de terceira maior safra da série histórica, mesmo com redução de 4,6% frente à safra anterior, que foi recorde. A área plantada da soja nesta safra cresceu 1,8%, correspondendo ao plantio de 35 milhões de hectares.

O que também contribui para o desempenho da safra atual foi a melhora na produção de milho na segunda safra. A colheita prevista do milho total em 94 milhões de toneladas representa aumento de 16,5% comparada à última safra, com a ajuda do milho segunda safra, que registra cerca de 68,1 milhões de toneladas.

Para o superintendente de Informações do Agronegócios da Conab, Cleverton Santana, o resultado tem como aliado o aumento de área plantada. “Enquanto o milho primeira safra perdeu espaço para feijão, cana-de-açúcar e pastagens, o outro foi favorecido pela antecipação da colheita da soja e pela possibilidade do aproveitamento integral da janela climática, criando a expectativa de bons rendimentos na lavoura”. A área da primeira safra sofreu redução de 1,3%, mas o da segunda cresceu 6,1% referente ao período anterior, observou.

Em relação a outras culturas, o algodão em pluma pode alcançar 2,6 milhões de toneladas, com elevação de cerca de 32% frente à safra 2017/18, e com acréscimo de 35% na área plantada, chegando a 1,17 milhão de hectares. Já o arroz registrou produção de 10,7 milhões de toneladas, com queda de 11,7% na área, que também teve redução de 13,5%.

Acesse a íntegra do Boletim: 7º Levantamento - Safra 2018/19.

Comentários


Deixe um comentário

Redes Sociais
2019 Norte Agropecuário