Criada em 20/03/2017 às 14h00 | Mercado

Países que já suspenderam carne brasileira, China e Chile importaram mais de US$ 48 milhões do Tocantins em 2016

Juntos, Hong Kong e Chile importaram mais um terço de toda a carne comprada por países estrangeiros no Estado em 2016 – 35,53%. No total, os dois países adquiriram US$ 48,38 milhões de carne e derivados tocantinense.

Imagem
O montante corresponde a 29,15% do total do produto exportado do Estado (foto: Agência Brasil)

Daniel Machado
DE PALMAS

A crise da carne brasileira começa a atingir em cheio o Tocantins. Primeiro e quarto colocados na lista de países que mais compraram carne do Tocantins em 2016, Hong Kong (região administrativa especial da China) e Chile, respectivamente, já anunciaram a suspensão temporária de qualquer importação do produto brasileiro.

Para o Estado, a notícia pode ser muito preocupante. Dados do sistema Alice Web, maior portal de informações comerciais da América do Sul (no Brasil, o portal é administrado pelo Ministério da Indústria e Comércio), consultados pelo Norte Agropecuário, mostram que juntos, Hong Kong e Chile importaram mais um terço de toda a carne comprada por países estrangeiros no Estado em 2016 – 35,53%.

No total, os dois países adquiriram US$ 48,38 milhões de carne e derivados tocantinense.

CARNE E DERIVADOS

Na primeira colocação entre os exportadores tocantinense, Hong Kong adquiriu US$ 39,6 milhões em carnes e derivados processados do Estado em 2016. O montante corresponde a 29,15% do total do produto exportado do Estado. Em quantidade, isso representou mais de 12 milhões de quilos.

Já o Chile é quarto país que mais importou carne do Tocantins em 2016, com US$ 8,69 milhões. Percentualmente, esse montante representou 6,38% das exportações de carne e derivados do Estado e a quantidade de quilos foi de 2,04 milhões.

Voltar
Tags:

Comentários


Deixe um comentário

Redes Sociais
2017 Norte Agropecuário