Criada em 18/09/2017 às 07h25 | Agronegócio

Mil animais morrem em consequência de queimadas em fazendas no norte; vídeo mostra gado fugindo do fogo

Centenas de animais morreram. Outros, feridos durante a queimada, tiveram de ser sacrificados pelos pecuaristas em fazendas de Carmolândia, cidade localizada na região norte do Estado do Tocantins.

Imagem
Cerca de mil animais (gado, cavalos e burros) morreram em consequência do incêndio no final de semana na cidade (foto: Reprodução/Redes Sociais)

Cerca de mil animais (gado, cavalos e burros) morreram em consequência do incêndio no final de semana e dezenas tiveram de ser sacrificadas por pecuaristas no final de semana, em Carmolândia (norte do Tocantins), em razão de queimada que atingiu ao menos oito propriedades rurais no município.

De acordo com informações do Corpo de Bombeiros, o incêndio começou no sábado e devastou áreas às margens da TO-164. Vídeos que circularam pelas redes sociais mostraram gado fugindo dos focos de incêndio no pasto.

O Corpo de Bombeiros informou que o incêndio foi controlado. Já, produtores rurais calculam prejuízos.

RECORDE DE QUEIMADAS 

Dados divulgados pelo portal G1 Tocantins apontam que o Tocantins teve mais de 15 mil focos de queimadas em 2017. “Até o dia 17 de setembro deste ano, o estado registrou 15.665 casos, mais que o número total registrado em 2016. Quase a metade destes incêndios, mais de 7,4 mil, foram registrados no mês de setembro. O resultado é o pior para o mês desde 2012 e os números não param de crescer”, informa o G1.

Com base em análise feita pelo Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais, o G1 informa ainda que “historicamente, setembro é o mês que concentra o maior número de queimadas”. “A média histórica é de 4,3 mil focos para o mês. O recorde histórico é de 2010, quando foram mais de 10 mil casos no período. A estiagem prolongada, o mato seco e a baixa umidade são fatores de risco que levaram o Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais a colocar todo o estado em nível crítico para a possibilidade de fogo”, aponta o portal. (Com informações do Araguaína Notícias e AF Notícias)

Tags:

Comentários


Deixe um comentário

Redes Sociais
2018 Norte Agropecuário