Criada em 16/09/2018 às 08h07 | Comunicação

Zootecnista rebate, com números e dados, acusações que tratam pecuária como nociva ao meio ambiente: “são lendas”

Pesquisador da Universidade Federal do Tocantins faz questão de desmistificar acusações, segundo as quais, o segmento é responsável por produção em excesso de gases de efeito estufa e que destrói biomas. José Neuman Miranda Neiva classifica algumas acusações de “lendas”.

Imagem
“A pecuária bem desenvolvida funciona como dreno de CO2”, afirmou o doutor em produção animal, professor e pesquisador da UFT José Neuman Miranda Neiva em entrevista ao Norte Agropecuário no Rádio (foto: SeagroTO/Divulgação)


Clique no ícone acima e ouça o programa na íntegra

Doutor em produção animal, professor e pesquisador da Universidade Federal do Tocantins, o zootecnista José Neuman Miranda Neiva, em entrevista ao Norte Agropecuário no Rádio desta semana, classificou de “lendas” informações, segundo as quais, a pecuária brasileira é nociva ao meio ambiente.

Ele fez questão de desmistificar e rebate, por exemplo, que o segmento seria responsável por produção em excesso de gases de efeito estufa e que destrói biomas. “Não podemos dizer que a pecuária de corte está provocando o desmatamento, quando ela está cedendo áreas de pastagens para agricultura”, disse Neiva, que é membro da Sociedade Brasileira de Zootecnia. “A pecuária bem desenvolvida funciona como dreno de CO2”, complementou.

No programa de rádio veiculado na UFT FM, ele apresenta, com riqueza de detalhes, números que contestam aquilo que classificou de lenda. “O Brasil mantém 60% do seu território coberto por vegetação nativa. A pecuária não ocupa nem 20% da área total remanescente”, disse. “O agro responde por 25% do PIB brasileiro sendo classificado como setor criminoso. Não podemos deixar!”, finalizou.

O PROGRAMA

O Norte Agropecuário no Rádio volta ao ar para público-alvo de 400 mil pessoas em 20 cidades aos domingos e quartas-feiras na UFT FM (96,9 FM). O programa também está na web, para o Brasil e mundo.

A atração da nova temporada é a veiculação do programa em dois dias diferentes: aos domingos, a partir das 8h, e reprise às quartas-feiras, às 6h20, na emissora de rádio mantida pela Universidade Federal do Tocantins. O programa tem 30 minutos de duração, com apresentação dos jornalistas Cristiano Machado e Daniel Machado.

CLIQUE AQUI E OUÇA AS EDIÇÕES ANTERIORES DO NORTE AGROPECUÁRIO NO RÁDIO 

--
SE LIGUE NAS ONDAS DO RÁDIO
“Norte Agropecuário no Rádio”
Na UFT FM (96,9 FM em Palmas)
Em dois horários:
Aos domingos, às 8h
E às quartas-feiras, às 6h20
Ouça também na web: www.norteagropecuario.com.br

Tags:

Comentários


Deixe um comentário

Redes Sociais
2018 Norte Agropecuário