Criada em 12/07/2018 às 11h10 | Pecuária

Produtores recorrem à Adapec após detectarem ataque de morcegos ao gado na região nordeste do Tocantins

Defesa Agropecuária do Estado promoveu ações de controle da raiva dos herbívoros. Nesta etapa, estão envolvidos nas ações os municípios de Pedro Afonso, Santa Maria do Tocantins, Bom Jesus do Tocantins e Itacajá.

Imagem
A forma mais eficaz de controle da doença é a vacinação dos herbívoros (foto: José Veloso/Adapec/Divulgação)

Dinalva Martins 
DE PALMAS (TO)

Em atendimento à solicitação dos produtores rurais da região nordeste do Tocantins, equipes da Agência de Defesa Agropecuária (Adapec) estão promovendo ações de controle da raiva dos herbívoros (bovinos, equídeos, ovinos e caprinos) desde o dia 5 de julho, com a previsão de término para esta quinta-feira, 12. Estão envolvidos, nas ações, os municípios de Pedro Afonso, Santa Maria do Tocantins, Bom Jesus do Tocantins e Itacajá.

O responsável pelo Programa Estadual de Controle da Raiva dos Herbívoros, José Emerson Cavalcante, explica que alguns produtores rurais alegaram mordedura de morcegos em seus bovinos, inclusive em propriedades rurais nos municípios de Pedro Afonso e Bom Jesus do Tocantins, que estão entre os 20 que são obrigados a vacinar contra a raiva, portanto precisa de uma atenção especial. “Nossos técnicos aproveitam a oportunidade pra realizar o monitoramento, captura e controle dos morcegos hematófagos; colheita de material para identificação do vírus em animais sintomáticos e prestar orientações sobre os riscos da doença em animais e humanos”, destaca.

As equipes atenderam também o município de Tupiratins, onde receberam informações dos agentes comunitários de saúde sobre abrigo de morcegos hematófagos. “Em abril deste ano, realizamos aqui um treinamento com as equipes de saúde e retornamos para ver o resultado. Foi excelente, já que eles têm contato direto na zona rural com produtores rurais e nos ajudam em relação às orientações”, avaliou o inspetor agropecuário, Júnior Veloso.

A secretária municipal de Saúde, Maria Lúcia Duarte Camelo, complementou reforçando a importância das parcerias institucionais no combate à doença. “Valorizamos muito essa troca de conhecimentos, para a saúde humana é um trabalho essencial”, afirmou.

A forma mais eficaz de controle da doença é a vacinação dos herbívoros. “Orientamos que todos os produtores rurais vacinem seus rebanhos contra a doença e não só os 20 municípios onde a vacinação é obrigatória, pois asseguramos a saúde animal e não colocamos em risco a saúde da população”, alerta José Emerson.

VACINAÇÃO OBRIGATÓRIA

No Tocantins, os seguintes municípios possuem status de vacinação obrigatória: Palmas, Aparecida do Rio Negro, Novo Acordo, Colinas do Tocantins, Bandeirantes, Palmeirante, Brasilândia do Tocantins, Porto Nacional, Brejinho de Nazaré, Ponte Alta do Tocantins, Monte do Carmo, Natividade, Chapada de Natividade, Silvanópolis, Pedro Afonso, Tupiratins, Bom Jesus do Tocantins, Miracema do Tocantins, Lajeado e Tocantínia. (Da Adapec)

Tags:

Comentários


Deixe um comentário

Redes Sociais
2018 Norte Agropecuário