Criada em 13/06/2018 às 03h19 | Agricultura

Horta orgânica autoirrigável é solução para pouco espaço

Com a horta autoirrigável é possível cultivar hortaliças em recipientes como caixas de isopor, tambores, vasos, garrafas pet ou qualquer outro recipiente fechado, ocupando pequenos espaços.

Imagem
A técnica utiliza modelo simples de produção de alimentos que são consumidos diariamente por milhares de famílias. (Foto Divulgação Ruraltins)

Lúcia Brito
DE PALMAS (TO)

Na 50ª Exposição Agropecuária de Araguaína (Expoara), técnicos do Instituto de Desenvolvimento Rural do Tocantins (Ruraltins) mostram como cultivar uma horta orgânica autoirrigável, aproveitando pequenos espaços. A técnica utiliza modelo simples de produção de alimentos que são consumidos diariamente por milhares de famílias.

De acordo com a extensionista rural, Grassumilda Rosado, a horta autoirrigável nada mais é do que o cultivo de hortaliças em recipientes como caixas de isopor, tambores, vasos, garrafas pet ou qualquer outro recipiente fechado.

“Nosso objetivo, na Expoara, é apontar alternativas de cultivo para as pessoas que têm uma vida corrida, mas que não abrem mão de uma alimentação saudável, livre de agrotóxico. Nesse sistema, que pode ser aplicado em qualquer espaço, como na varanda de apartamentos ou no fundo de quintais, o solo é coberto com matéria orgânica e a irrigação é feita por capilaridade, aonde a água chega por meio de tubos com pequenos furos até a raiz das plantas, garantindo assim a umidade e o abastecimento da horta por até sete dias, sem precisar regar”, explica a extensionista, acrescentando que o preparo do solo deve ser  feito utilizando a compostagem ou substrato orgânico que pode ser adquirido no comércio. “E, à medida que se renova o canteiro, esse composto orgânico vai virando adubo. Todas as hortaliças que a gente consome no dia a dia podem ser cultivadas como alface, rúcula, rabanete, coentro, couve, cebolinha, tomate, dentre outras”, frisou.

Outros atrativos

Além da horta orgânica autoirrigável, o Ruraltins apresenta outros experimentos na Expoara. Segundo o chefe da unidade local, Athila Damasceno Martins, a equipe técnica preparou também o Sisteminha Embrapa, que é a produção integrada de alimentos e peixes, além de uma área consorciada de hortaliças e leguminosas. Outra demonstração de destaque é a maquete de uma fazenda agroecológica e a realização do primeiro torneio leiteiro da agricultura familiar, com a participação de produtores assistidos pelo Ruraltins, na região.

“A presença do Ruraltins na Expoara pretende mostrar a força da agricultura familiar e a importância que a assistência técnica tem para o desenvolvimento econômico do Estado. Nesse sentido, a vitrine traz o eficiente Sisteminha Embrapa, onde montamos um tanque para a produção de peixes com capacidade para receber 10 mil litros de água, podendo produzir 100 quilos de peixes por ano. Junto a esse tanque temos o plantio de hortaliças e leguminosas, que são irrigadas com os nutrientes gerados, sendo uma tecnologia simples e barata para o produtor alimentar sua família e gerar renda, com a venda do excedente. Além disso, a maquete da fazenda ecologicamente correta traz a diversificação da produção, mostrando a importância de se produzir respeitando os recursos naturais e as áreas de preservação permanente, sendo um trabalho de conscientização com o produtor. Durante a feira, o Ruraltins participa ainda da realização do primeiro torneio leiteiro da agricultura familiar com nove produtores assistidos pelo órgão. Nosso objetivo maior é mostrar que os agricultores familiares têm força e produção de qualidade, e que a assistência técnica contribui de forma expressiva para o crescimento desse segmento na região”, ressaltou.

O espaço do Ruraltins na Expoara é promovido e realizado em parceria com o Sindicato Rural de Araguaína, com a empresa Ferpam, Smart Sol Energia Solar, como também com o Sistema Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae). A Exposição Agropecuária de Araguaína segue até domingo, 17 de junho. (Do Ruraltins)

Tags:

Comentários


Deixe um comentário

Redes Sociais
2018 Norte Agropecuário