Criada em 16/04/2018 às 15h45 | Agronegócio

Volume de negócios da Agrotins deve ser 6,8% maior que a edição de 2017, prevê Seagro; feira já tem 650 expositores confirmados

Considerada a maior feira do agronegócio da região norte do país, a Agrotins tem como objetivo difundir conhecimentos gerados pela pesquisa agropecuária, com vistas à transferência de tecnologia aos produtores rurais e à sociedade.

Imagem
Durante solenidade foram entregues 94 tratores equipados com grades, carretas, que visam o fortalecimento do programa Terra Forte, direcionado à agricultura familiar (fotos: Tharson Lopes/SecomTO)

A Feira de Tecnologia Agropecuária do Tocantins (Agrotins 2018), que será realizada de 8 a 12 de maio, no Centro Agrotecnológico de Palmas, prevê volume de negócios 6,8% maior que a edição do ano passado. O anúncio foi feito na manhã desta segunda-feira, dia 16, durante lançamento do evento no Palácio Araguaia, na capital tocantinense. A expectativa de movimentação financeira para este ano é de R$ 700 milhões em negócios – em 2017 a feira atingiu R$ 652 milhões, conforme relatório do evento publicado no site da Secretaria de Estado do Desenvolvimento da Agricultura e Pecuária (Seagro). 

Ainda conforme a secretaria, a Agrotins deste ano deve contar com mais de 650 expositores, entre empresas e órgãos públicos e o tema é: O futuro na Agroindústria Sustentável.

VEJA TAMBÉM 

Governo do Estado pede ao TJ liberação para pagar Redad e não cita Agrotins

Titular da Seagro garante Agrotins 2018: “verba está orçada, licitada e planejada"

No retorno ao cargo governador Marcelo Miranda garante realização da Agrotins

CLIQUE AQUI E OUÇA A ENTREVISTA NA ÍNTEGRA DO SECRETÁRIO DA AGRICULTURA DO TOCANTINS 

CONFIRA NESTE LINK AS ÚLTIMAS NOTÍCIAS RELACIONADAS A AGROTINS 

CONHEÇA MAIS SOBRE A AGROTINS; acesse notícias de outras edições da feira

A Agrotins acontece, anualmente, dentro do Centro Agrotecnológico, ocupando 60 hectares de sua área total, onde são instaladas unidades demonstrativas de campo, área para dinâmicas, estandes, estacionamentos, praça de alimentação, vias de circulação, auditório e demais edificações de apoio.

A EVOLUÇÃO

Na primeira Agrotins, em 2001, realizada na Fazenda Dom Augusto no município de Porto Nacional, foram movimentados R$ 7 milhões em volume de negócios, esse número também foi crescendo e em 2017 foram mais de R$ 650 milhões. E quanto ao número de visitantes, também houve uma evolução considerável, pois, na primeira edição, foram pouco mais de 10 mil pessoas; e, no ano passado, mais de 100 mil pessoas vindas de todas as regiões do Tocantins e de diferentes estados brasileiros.

Parte do sucesso em volume de negócios se deve também à participação das instituições financeiras, oferecendo linhas de crédito, taxas reduzidas e serviços especiais para o público da Agrotins.

A quantidade de empresas e instituições participantes também é fator preponderante no sucesso da Feira e o número de expositores cresceu significativamente. Em 2001, foram 88, e foi crescente até 650 expositores em 2017.

AGRONEGÓCIO DO ESTADO

Presente no lançamento da feira, o governador Marcelo Miranda destacou que a Agrotins é um importante fator de fortalecimento do agronegócio para o Estado e para o Brasil, e as expectativas para essa edição são as melhores. “É mais uma oportunidade para divulgar e transferir para o setor produtivo conhecimentos tecnológicos proporcionados pela pesquisa agropecuária e industrial”, ressaltou, lembrando que a Agrotins constitui oportunidade de atrair investidores e movimentar a economia. 

No cargo graças a uma liminar do ministro Gilmar Mendes, do STF (Supremo Tribunal Federal), Marcelo Miranda tem uma terça-feira, dia 17, decisiva. O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) deve julgar recurso contra o seu afastamento definitivo, após a cassação ocorrida no dia 22 de março por crime de caixa dois na campanha de 2014. Caso tenha seu pedido negado, ele novamente deixará a função. 

O gestor da Seagro, Clemente Barros, abordou o crescimento do agronegócio no Tocantins para o desenvolvimento do setor. “Nos últimos anos, tivemos um crescimento significativo da produtividade, o que demonstra a adoção de novas tecnologias no campo”, disse.

OS TRATORES

Durante a solenidade, Marcelo Miranda entregou 94 tratores equipados com grades, carretas, que visam o fortalecimento do programa Terra Forte, direcionado à Agricultura Familiar. Nesta primeira etapa, foram beneficiados 88 municípios tocantinenses, mas a expectativa é de que todos os 139 municípios sejam atendidos com o equipamento.

Essas são as cidades beneficiadas com os tratores

Os 94 tratores entregues nesta manhã são frutos dos primeiros investimentos do repasse de R$ 14.625 milhões, oriundos do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA), voltados para aquisição de máquinas e equipamentos para o programa Terra Forte. O programa objetiva a modernização de empreendimentos coletivos agroindustriais em Projetos da Reforma Agrária.

No Tocantins, o programa atende 14.400 famílias de agricultores familiares e já existem 240 tratores e máquinas que atendem os 139 municípios. Cada conjunto atende em média 60 propriedades. “É difícil definir a importância desse equipamento para o meu município”, assim reagiu o prefeito de Pium, Valdemir Barros, ao falar sobre a relevância da entrega desse trator. “Para um projeto de assentamento, onde as pessoas trabalham, mas não produzem aquilo que poderiam por falta de uma máquina agrícola, certamente vai favorecer muito os agricultores familiares”.

O prefeito de Araguatins, Cláudio Santana, compactua da mesma opinião. “Vai ajudar a atender a demanda de 34 assentamentos localizados no município e um universo de mais de 4 mil agricultores”.

A FEIRA

Considerada a maior feira do Agronegócio da Região Norte, a Agrotins tem como objetivo difundir conhecimentos gerados pela pesquisa agropecuária, com vistas à transferência de tecnologia aos produtores rurais e à sociedade. Durante o evento, serão apresentadas vitrines tecnológicas com indicação de novos cultivares adaptados à realidade do clima e solo da região e, economicamente viáveis. Também serão realizadas palestras e cursos voltados para a área rural, exposição e julgamento de raças de animais e torneios. Constitui ainda uma oportunidade para conhecer e adquirir o que existe de mais moderno em máquinas e implementos agrícolas e até veículos.

A Feira é promovida pelo Governo do Tocantins, por meio da Secretaria de Estado do Desenvolvimento da Agricultura e da Pecuária (Seagro), do Instituto de Desenvolvimento Rural do Tocantins (Ruraltins), do Instituto de Terras do Tocantins (Itertins), da Agência de Defesa Agropecuária (Adapec), da Secretaria de Estado do Desenvolvimento Econômico, Ciência, Tecnologia, Turismo e Cultura (Seden) e do Conselho de Desenvolvimento Econômico do Estado (CDE); tendo parceria com a Universidade do Tocantins (Unitins), a Prefeitura de Palmas, a Embrapa, o Ministério da Agricultura e o Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae). (Com informações da SecomTO)

Marcelo Miranda: "É mais uma oportunidade para divulgar e transferir para o setor produtivo conhecimentos tecnológicos proporcionados pela pesquisa agropecuária e industrial" 

Tags:

Comentários


Deixe um comentário

Redes Sociais
2018 Norte Agropecuário