Criada em 19/07/2018 às 08h34 | Pecuária

Exportações de carne do Estado do Tocantins sobem 52,91% neste ano; volume financeiro de venda passou de US$ 109,17 milhões

O aumento em valores nominais foi de R$ 145,43 milhões. Elevação é em dinheiro e se deve ao aumento de vendas e principalmente ao melhor preço do produto comercializado ao exterior.

Imagem
Na média, o quilo de carne e derivado tocantinense vendido ao exterior este ano ficou em US$ 6,57, enquanto no ano passado US$ 3,54

DANIEL MACHADO
DE PALMAS (TO)

Em dinheiro, as exportações de carne e derivados do Tocantins subiram 52,91% de janeiro a junho deste ano na comparação com o mesmo período do ano passado, atingindo US$ 109,17 milhões (R$ 420,31 milhões na cotação desta terça). No primeiro semestre do ano passado, as exportações de carne do Estado haviam atingido US$ 71,39 milhões (R$ 274,88 milhões).

O aumento em valores nominais foi de R$ 145,43 milhões. Paralelamente, a quantidade de carne vendida ao exterior no período foi inferior ao registrado no primeiro semestre de 2017 – 16,60 milhões de quilos agora, ante 20,18 milhões de quilo janeiro a junho do ano passado.

Os dados foram coletados pelo Norte Agropecuário no site Comex Stat, portal de acesso gratuito às estatísticas de comércio exterior do Brasil que substitui o AliceWeb. Os dados são oficiais e administrados pelo Ministério de Comércio Exterior e Serviço.

Na média, o quilo de carne e derivado tocantinense vendido ao exterior este ano ficou em US$ 6,57, enquanto no ano passado US$ 3,54. Isso aponta para, além de uma melhora internacional no preço do produto, uma qualificação da venda tocantinense, com venda de carnes mais nobres, com maior valor agregado e um processo mais completo de industrialização.

OS COMPRADORES

O maior comprador de carne tocantinense este ano é Geórgia, com US$ 51,84 milhões. Na segunda colocação, mas bem atrás, está Hong Kong, com US$ 21,73 milhões. A região especial chinesa sempre liderou com folga a compra de carne tocantinense, realidade que mudou em 2018. Egito, com US$ 7,56 milhões, Jordânia, com US$ 4,78 milhões e Chile, com US$ 4,68 milhões, vêm na sequência.

Tags:

Comentários


Deixe um comentário

Redes Sociais
2018 Norte Agropecuário