Criada em 08/02/2018 às 12h56 | Pecuária

Exportação de 24,2 mil bovinos vivos no mês de janeiro deste ano gerou receita de US$ 18,9 milhões; Turquia é o maior comprador

Os animais foram enviados para o Egito, Líbano e Turquia. Vale destacar, que esse último foi o principal comprador do Brasil nos últimos dois anos.

Imagem

Após fechar o ano com alta de 41,9% no volume de bovinos vivos exportado pelo Brasil, em relação a 2016, 2018 começou positivo para esse mercado, já que nesse mesmo período do ano passado, nenhum animal foi exportado.

Segundo dados do Ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços, em janeiro foram exportadas 24,2 mil cabeças de bovinos vivos com faturamento total de US$18,9 milhões.
Os animais foram enviados para o Egito, Líbano e Turquia. Vale destacar, que esse último foi o principal comprador do Brasil nos últimos dois anos.

A Turquia busca animais inteiros, principalmente cruzamento-industrial e que pesam entre 160kg e 280kg, o que vem movimentando o mercado de reposição em estados como Pará e Rio Grande do Sul. No estado gaúcho, os animais chegam a ser negociados de R$6,00/kg a R$6,50/kg. (Da CNA)

VEJA TAMBÉM 

Gado em navio sofreu “maus tratos e violação explícita da dignidade animal”, aponta laudo

Tribunal libera navio com cerca de 27 mil bovinos vivos para Turquia, mas mantém embargo para novas exportações

Principais entidades do agronegócio criticam suspensão da exportação de gado vivo à Turquia 

Fonesa vê atentado aos animais e considera “absurda e incoerente” decisão de juiz federal

Para ABEG, decisão foi tomada com “forte conteúdo emocional” e com “profundo desconhecimento” 

Decisão é “ataque às regras de livre mercado que permitem à pecuária comercializar sua produção”, diz Angus

SRB: “Proibição atribui ao Judiciário indesejado selo de autoritarismo, indo contra luta por um agronegócio moderno"

ABCZ cobra prudência e respeito ao criticar embargo judicial da exportação de gado vivo do Brasil à Turquia

Juiz federal atende pedido de ONG de proteção animal e suspende exportações de gado vivo do Brasil

Tags:

Comentários


Deixe um comentário

Redes Sociais
2018 Norte Agropecuário