Criada em 15/08/2017 às 23h53 | Pecuária

Donos de frigoríficos vão à Assembleia Legislativa discutir projeto de lei que reduz alíquota do ICMS para venda do gado no Estado

Reunião prevista para essa quarta-feira, dia 16, às 17h, será viabilizada entre empresários do setor e deputados. Emendas à proposta do governo serão discutidas. O Sindicarnes prefere o silêncio e não fala abertamente sobre as articulações. Mas, já havia manifestado contrário à medida.

Imagem

A proposta de redução da alíquota do ICMS (Imposto Sobre Circulação de Mercadorias e Serviços) para venda do gado vivo do Tocantins a outros Estados já começa a agitar os bastidores da Assembleia Legislativa. Após o envio da proposta que reduz de 7% para 5% a alíquota, representantes dos frigoríficos já se movimentam. Eles querem discutir medidas de proteção ao setor. 

O Norte Agropecuário apurou que uma reunião será viabilizada entre empresários do setor e deputados.  A previsão é que o encontro seja realizado nessa quarta-feira, dia 16, às 17h. Emendas à proposta do governo do Estado serão discutidas. Representantes do Sindicato das Indústrias Frigoríficas de Carnes Bovinas, Suínas, Aves, Peixes e Derivados (Sindicarnes) preferem o silêncio e não falam abertamente sobre as articulações.

LEIA TAMBÉM: REDUÇÃO DO ICMS DO GADO DEVE LEVAR 30 DIAS PARA VIRAR LEI

O mesmo Sindicarnes, entretanto, quando se deu o início do movimento “Levanta a Cabeça” cobrou participação nas discussões sobre uma das principais reivindicações dos pecuaristas, que era justamente a redução do ICMS.

Questionado pelo Norte Agropecuário no dia 4 de julho sobre as reivindicações dos criadores de gado, o presidente do Sindicarnes, Oswaldo Stival Júnior, afirmou que a entidade estava atenta “às decisões que atendam somente um elo da cadeia sem analisar todos integrantes”. “As indústrias instaladas no Estado têm capacidade de abater 2.000.000 cabeças/ano e só abatem 900.000 cabeças/ano por falta de matéria-prima. Se falta como podemos concordar com a saída de mais animais acabados para abate do Estado? Creio que 55% de ociosidade das indústrias não é possível”.

CONFIRA TAMBÉM: 

Membro do "Levanta a Cabeça" cobra política governamental de apoio ao agronegócio

Rodrigo Guerra: “Decisão de baixar ICMS do gado resolve problema de mercado em curto prazo”

Produtores esperam do Estado menos burocracia, infraestrutura, carga tributária justa e atração de indústrias

Cadeia da pecuária pagou R$ 15 milhões de ICMS neste ano ao Estado

Governador envia à Assembleia proposta de redução do ICMS do gado

Estado frustra pecuaristas ao não enviar à AL proposta de redução do ICMS do gado

Pecuaristas discutem nesta quarta plano de ação e mobilização sobre reivindicações 

Criadores de gado seguram boi no pasto e querem redução de alíquota do ICMS

Governo do Estado afirma que redução do ICMS requer estudo de impactos

Após queda no preço do boi, pecuaristas discutem crise do setor no Tocantins

Sindicarnes diz estar atento a decisões e quer discutir crise da pecuária

Tags:

Comentários


Deixe um comentário

Redes Sociais
2017 Norte Agropecuário