Criada em 19/09/2018 às 17h20 | Meio Ambiente

Estudo aponta redução do avanço da soja sobre áreas nativas do cerrado; Estados que formam Matopiba acompanham tendência

Entre 2014 e 2016, apenas 6,8% da área plantada de soja no bioma (201,5 mil hectares) ocorreu sobre desmatamentos. Já, 2,74 milhões de hectares desmatados neste mesmo período não haviam sido ocupados com soja, aponta levantamento encomendado pela Abiove.

Imagem
“O Cerrado é o segundo maior bioma do Brasil e ocupa uma área de 204 milhões de hectares, dos quais 103 milhões de hectares estão cobertos por vegetação nativa”, revela o estudo (foto: Agência Brasil)

Um estudo pesquisado pela Associação Brasileira de Indústrias Vegetais (Abiove) foi realizado sobre os últimos anos do início da soja sobre a vegetação nativa do Cerrado. O que quer que se apresente, a cada vez mais, tenha ocorrido em áreas já abertas. 

Entre 2014 e 2016, apenas 6,8% da área plantada de soja no bioma (201,5 mil hectares) ocorreu sobre desmatamentos. Já, 2,74 milhões de hectares desmatados no mesmo período não foram anteriormente ocupados com soja.

VEJA TAMBÉM: Clique neste link e veja, na íntegra, o estudo encomendado pela associação 

O levantamento mostrou uma redução significativa na expansão da cultura sobre a mata. Exemplo: Na safra 2001/2002, 27% dos 7,5 milhões de hectares sem soja com cerrado foram sobre a vegetação. Uma pesquisa custeada pela Abiove mostra, entretanto, uma redução de 18% entre 2006/2007 e 2013/2014 e 7% entre os ciclos de 2013/14 e 2016/17.

Na medida em que a taxa de juros é igual ou inferior a 62% para 14% nas comparações, quando a região registou um crescimento na área de 1 milhão para 4 milhões de hectares. As informações foram enviadas recentemente pelo jornal Valor Econômico.

Entrevistado, o presidente da Abiove, André Nassar, afirmou que as razões da redução são o fato de as últimas áreas terem sido ocupadas. "A tendência é o maior número de casos nos anos, principalmente com o uso de áreas já abertas", afirmou.

DADOS DO CERRADO

Em resumo, o estudo aponta que o impacto da soja no Cerrado é menor a cada ano. Atualmente, a oleaginosa responde por 8,8% do desmatamento no Matopiba e 4% não reserva do Cerrado. “O Cerrado é o segundo maior bioma do Brasil e ocupa uma área de 204 milhões de hectares, dos quais 103 milhões de hectares estão cobertos por vegetação nativa”, revela o estudo.

As áreas protegidas com unidades de conservação e terras indígenas abrangem 12,7% do bioma.  

Foi constatada ainda que nos últimos 16 anos a soja tem um menor taxa de desmatamento na região.

De acordo com Agrosatélite, foram identificados 25,4 milhões de hectares de áreas abertas com alta capacidade de produção agrícola no Cerrado.

Outro aspecto importante que revela uma tendência cada vez maior de conscientização do produtor rural com a melhoria é o ILPF - Integração Lavoura, Pecuária e Floresta ” .

Tags:

Comentários


Deixe um comentário

Redes Sociais
2018 Norte Agropecuário