Criada em 14/09/2017 às 08h07 | Investigação

Citado na “delação monstruosa”, ministro da Agricultura Blairo Maggi é alvo de busca e apreensão feita pela PF em sua residência

Blairo Maggi é investigado em inquérito no Supremo Tribunal Federal (STF), por organização criminosa. Conforme a denúncia da PGR, o ministro chefiava esquema de corrupção quando governava o Estado do Mato Grosso.

Imagem

Alvo da chamada “delação monstruosa”, o ministro da Agricultura, Blairo Maggi, é alvo de ação da Polícia Federal nesta quinta-feira, 14. Agentes da PF estão na casa do senador licenciado pelo PP, a pedido da Procuradoria-Geral da República. Blairo é investigado em inquérito no Supremo Tribunal Federal (STF), por organização criminosa. Ele foi citado na delação premiada do ex-governador do Mato Grosso Silval Barbosa (PMDB). As informações são da Rádio Jovem Pan. 

AS ACUSAÇÕES

Em delação, o ex-governador Silval Barbosa disse que Blairo Maggi pagou R$ 3 milhões para acusado mudar depoimento e inocentá-lo.

Conforme a denúncia da PGR, Blairo Maggi chefiava esquema de corrupção quando governava o Estado do Mato Grosso. “Entre os agentes políticos, destaca-se a figura de Blairo Borges Maggi, o qual exercia incontestavelmente a função de liderança mais proeminente na organização criminosa, embora se possa afirmar que outros personagens tinham também sua parcela de comando no grupo, entre eles o próprio Silval Barbosa e José Geraldo Riva."

O ministro da Agricultura foi alvo da Operação Ararath, deflagrada em 2014, para investigar desvio de recursos públicos no Governo de Mato Grosso.

Tags:

Comentários


Deixe um comentário

Redes Sociais
2017 Norte Agropecuário