Criada em 11/10/2018 às 20h55 | Política brasileira

"Que a agricultura e o agronegócio sigam superando obstáculos e se fortalecendo", diz Maurício Lopes a se despedir da Embrapa

Presidente que deixou o cargo será substituído por Sebastião Barbosa. A cerimônia realizada no Palácio do Planalto, em Brasília, contou com a presença do presidente da República, Michel Temer, e do ministro da Agricultura, Blairo Maggi.

Imagem
Maurício Lopes foi elogiado por membros do governo federal em cerimônia de troca de comando da Embrapa (foto: Jorge Duarte\Embrapa)

Ao deixar o comando da Embrapa em cerimônia no Palácio do Planalto, em Brasília (DF), nesta quarta-feira, dia 10, o pesquisador Maurício Lopes anunciou estar deixando relatórios que registram a história recente da Empresa, a trajetória e as entregas feitas à sociedade entre 2012 e 2018. “Espero que esses documentos ajudem a reforçar as responsabilidades da Embrapa perante a sua missão de olhar sempre adiante e de abrir caminhos para que a nossa agricultura e o nosso agronegócio sigam superando obstáculos, se fortalecendo, e fortalecendo o seu protagonismo em todo o mundo”, declarou.

VEJA TAMBÉM 

"Precisamos de recursos", afirma novo presidente da Embrapa; gestor garante aproximação com setor produtivo

"Que a agricultura e o agronegócio sigam superando obstáculos e se fortalecendo", diz Maurício Lopes 

Ministro estima que exportações do agronegócio devem atingir US$ 100 bilhões neste ano

CNA destaca parcerias com Embrapa com objetivo de "somar forças para o setor rural continuar crescendo”

Lopes será substituído por Sebastião Barbosa. A cerimônia contou com a presença do presidente da República, Michel Temer, e do ministro da Agricultura, Blairo Maggi.

Em seu discurso, o presidente Michel Temer destacou a importância da Embrapa para o desenvolvimento da agricultura e reconheceu o agronegócio como responsável, em grande parte, pela recuperação do Produto Interno Bruto (PIB) do país. “Esse setor é fundamental para o país e devemos prestigiar. […] Com entusiasmo, quero cumprimentar o Maurício e o Sebastião. [Sebastião] seguramente vai continuar o trabalho extraordinário que vem sendo feito pela Embrapa ao longo do tempo”, disse.

Também presente na cerimônia, o presidente do Conselho da Embrapa, o secretário-executivo do Ministério da Agricultura, Eumar Novacki, agradeceu o pesquisador Maurício Lopes por suas contribuições nos últimos seis anos e anunciou estar feliz por fazer parte do conselho que escolheu Sebastião para sucedê-lo. Ele ressaltou que a Empresa faz parte da história do agronegócio brasileiro e deve ocupar papel relevante na Agricultura 4.0. A

REESTRUTURAÇÃO

De acordo com o novo presidente, a Embrapa, sob a liderança de Maurício Lopes e do Mapa, iniciou a mudança que a preparará para o novo círculo virtuoso, mas destacou que haverá necessidade de maior participação direta principalmente das Unidades Descentralizadas de pesquisa (UDs), que, na visão do novo presidente, é "onde a Embrapa acontece e continuará acontecendo". "A partir de hoje começaremos a discutir com nossos gestores a continuidade do processo de reestruturação da Embrapa, com a participação das UDs e de nossos parceiros”.

Ele anunciou também que haverá uma aproximação ainda maior com o setor produtivo, por meio de associações, cooperativas, sindicatos, federações, trabalho a ser realizado em parceria com a Confederação Nacional de Agricultura (CNA) e a Organização das Cooperativas Brasileiras (OCB). “É uma instrução direta do Mapa que seguiremos à risca”, enfatizou. (Com informações da Embrapa, Agência Brasil e do Mapa)

Tags:

Comentários


Deixe um comentário

Redes Sociais
2018 Norte Agropecuário