Criada em 09/12/2018 às 23h53 | Comunicação

Brasil precisa de mais infraestrutura e menos burocracia para garantir maior competitividade, afirma presidente da CNA

Programa especial deste domingo do Norte Agropecuário no Rádio aborda o Prêmio CNA Agro Brasil 2018 e apresentação do balanço e perspectivas do agronegócio realizados nessa semana pela confederação, em Brasília.

Imagem
“O Brasil seria mais competitivo e alimentos custariam mais baratos se tivéssemos estradas adequadas, ferrovias e menos burocracia”, afirmou Martins, durante apresentação do balanço de 2018 e perspectivas do agro para 2019 (fotos: CNA)


Clique no ícone acima e faça o programa

Mais investimentos em infraestrutura, logística e menos burocracia fariam com o Brasil se tornasse ainda muito mais competitivo no mercado mundial. A avaliação foi feita pelo presidente da Confederação da Agricultura e da Pecuária do Brasil (CNA), João Martins, em uma entrevista coletiva após uma apresentação do balanço de 2018 e perspectivas para o agronegócio em 2019, ocorrido na quarta-feira, dia 5, na sede da entidade, em Brasília (DF).

"O Brasil seria mais competitivo e alimentos custariam mais baratos se tivéssemos estradas adequadas, ferrovias e menos burocracia”, afirmou Martins, na coletiva que contou com a participação do Norte Agropecuário.

LEIA TAMBÉM 

PIB do agronegócio deve crescer 2% e valor bruto da produção terá aumento de 4,3% em 2019

Futura ministra mostrará ao mundo que o Brasil conserva, produz com qualidade e de forma sustentável

Homenageados pela CNA destacam trabalho voltado ao desenvolvimento da agropecuária brasileira

CONFIRA A GALERIA DE IMAGENS DA CERIMÔNIA DO PRÊMIO CNA BRASIL AGRO

CLIQUE AQUI E LEIA O QUE FOI PUBLICADO SOBRE A CNA

CLIQUE AQUI E OUÇA AS EDIÇÕES ANTERIORES DO NORTE AGROPECUÁRIO NO RÁDIO 

O portal de notícias que é referência na propagação de notícias do potencial produtivo do Tocantins e região prestigiou este e outro evento importante da CNA nessa semana, na capital federal: a concorrida cerimônia de entrega do Prêmio CNA Agro Brasil 2018.

MAIS ENTREVISTAS

Esses compromissos são os destaques do Norte Agropecuário no Rádio deste domingo, na UFT FM. Serão entrevistados o ministro da Agricultura, Blairo Maggi, a futura ministra Tereza Cristina, o presidente da CNA, João Martins, a senadora Ana Amélia Lemos e o jornalista da TV Bandeirantes, Valteno Oliveira.

Blairo Maggi falou, entre outras coisas, que uma das medidas que a ministra deve tomar é a de estabelecer qual é o papel do Ministério da Agricultura dentro das plantas frigoríficas. "Cuidamos da sanidade e da qualidade. A qualidade é responsabilidade dos donos dos frigoríficos. Muitos querem fazer essa mudança, mas têm medo de fazer”, abordou.

A futura ministra Tereza Cristina, por exemplo, falou da desburocratização das normas do ministério para que o agricultor produza mais e melhor. “Simplificar não quer dizer que vamos abrir mão da segurança”, disse.

Reconhecida por sua atuação na área rural, a senadora Ana Amélia Lemos (PP-RS) destacou que o agronegócio é responsável por assegurar a estabilidade financeira do Brasil, tem papel vital na garantia do abastecimento interno de alimentos e é relevante como fonte de energia e bioenergia. "Agro é café da manhã, o almoço e a janta do brasileiro", afirmou.

Já Valteno Oliveira, falou sobre a cobertura do agro na imprensa e sobre as potencialidades do Tocantins.

O PROGRAMA

Na UFT 96,9 FM, o Norte Agropecuário no Rádio alcança um público de aproximadamente 400 mil pessoas que vivem em 20 cidades no entorno da capital tocantinense. O programa também está na internet, para a restante do Brasil e para o mundo no portal e nos seus canais nas redes sociais (Twitter, Facebook e Youtube).

A atração da nova temporada na UFT FM é uma veiculação do programa em dois dias diferentes: aos domingos, a partir das 8h, e reprise às quartas-feiras, a partir das 7h20. O programa tem 30 minutos de duração, com uma apresentação dos jornalistas Cristiano Machado e Daniel Machado.

Tags:

Comentários


Deixe um comentário

Redes Sociais
2019 Norte Agropecuário